Com as regras divididas, vamos ao passo a passo:

– Vestuário

Sabe aquela roupa no fundo do closet? Então, muitas pessoas possuem mais peças do que conseguem usar, nesse caso, a personal organizer diz que é pelas roupas que devemos começar.

A regra é clara, as roupas devem ser colocadas sobre uma superfície até formar uma pilha, já que só assim será possível visualizar tudo aquilo que temos e não utilizamos

A imagem acima traduz que devemos remover todos os itens de vestuário do armário e formar uma pilha para visualizar a quantidade de peças que temos acumuladas sem utilidade. Após isso, seguramos peça por peça e aplicamos o método KonMari até seguir para a próxima etapa, que consiste em organizar da melhor forma tudo que irá ficar.

É comum para a maioria dobrar a roupa ao meio e guardar, mas Marie demonstra uma técnica que tira aquela sensação de entulho do armário e economiza espaço.

Olha só:

  1. Em um local plano, estique a peça com a parte da frente virada para baixo. (A regra é válida para calcas, blusas, vestidos, bermudas e saias)
  2. Dobre as laterais para dentro até formar um retângulo;
  3. Dobre mais uma vez colocando as bordas da peça para dentro até que as duas se encontrem ao centro;
  4. Faça mais uma dobradura para formar um retângulo pequeno;
  5. Em uma gaveta, organize os itens verticalmente um atrás do outro para ter um plano geral de tudo que está ali quando for escolher a peça.

 – Livros

Algum livro marcou sua trajetória? Então é com esse que você deve ficar, os outros acumulando poeira já cumpriram seu propósito

Livro já lido, esquecido ou interrompido pela metade também deve passar pelo processo KonMari. Isso também vale para aquele comprado e nunca lido, já que nas palavras de Marie “você pode ter desejado lê-lo quando o adquiriu, mas se não o fez até agora, a função desse livro foi ensinar que você não precisava dele. Resumindo, deve permanecer somente os que marcaram sua trajetória e de alguma forma moldaram a pessoa que você é hoje.

– Documentos ou papelada

Para ter fácil acesso aos documentos que ainda irá utilizar, organize tudo verticalmente

Pelas regras de Marie, aqui precisamos separar em três categorias:

  1. Os que estão em uso atualmente (Pendências como formulários, textos não lidos)
  2. Os que devem ser mantidos durante um determinado período de tempo (Recibos, boletos, certificados de garantias);
  3. Os que devem ser guardados para sempre (Contratos, escrituras, certidões de nascimento)

A primeira e a segunda categoria devem ser armazenadas em organizadores verticalmente para facilitar o manuseio, entretanto, a categoria 2 precisa ser dividida em documentos de pouco uso e de uso frequente para não se misturar na pasta posteriormente. A terceira deve integrar pastas do tipo folhas avulsas (conhecida como pasta catálogo), aquelas em que o plástico facilita o acesso ao conteúdo.

– Komono

Aqui que descobrimos o poder das divisórias de gavetas, essenciais no momento de organizar os talheres, a maquiagem e os pequenos itens para que eles não fiquem perdidos.

O Komono inclui itens de cozinha (utensílios), banheiro (cosméticos), objetos variados (pequenos acessórios) esquecidos em caixas e outros itens que não se encaixam nas categorias anteriores (como exemplo ferramentas).

– Objetos com valor sentimental 

“Ao manusear cada item e decidir o que descartar, coloque as coisas em ordem para zerar tudo e seguir em frente”.

A última etapa do processo de arrumação de Marie Kondo também é a mais difícil. Aqui, a personal organizer avisa que “as lembranças não irão embora junto com o objeto”, deixando clara a mensagem de que arrumar os itens de valor sentimental simbolizam uma visita ao passado.

Com a sensação de missão cumprida, Marie Kondo ensina que devemos demonstrar gratidão a tudo que nos serviu no passado, deixando o sentimento que devemos viver somente com aquilo que nos traz alegria. Com o passo a passo da organização, conhecemos mais de nós mesmos, definindo quais são as reais necessidades que nos motivam um novo estilo de vida.

“Quer saber mais sobre as técnicas aqui exibidas, então confira o material que nos inspirou:”

Livro: A mágica da arrumação Guia ilustrado: Isso me traz alegria Série Netflix: Ordem na Casa

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Posts Relacionados